10 sinais de que sua sela não está “servindo”.

7 passos para um bom aquecimento!
agosto 13, 2018
Ver Tudo

10 sinais de que sua sela não está “servindo”.

Por quê é tão importante pensar nisso? É só pensar em como seria fazer qualquer atividade com uma roupa te apertando ou com uma pedra no sapato!

O ajuste inadequado da sela afeta os pontos reflexos do seu cavalo e causa reações instintivas, em vez de comportamentos conscientes.

Mas muitos estudos parecem indicar que essas reações são resultado do erro do cavaleiro e tentam encontrar soluções para mudar seu comportamento, ou mais drasticamente, apontam a administração de produtos farmacêuticos como a única forma para resolver os problemas.

Antes de qualquer atitude devemos avaliar o animal como um todo, observar suas reações e comportamentos indesajados e procurar alguma relação com o problema.

Se o cavalo se comporta muito bem sem sela, trabalhando em liberdade, muda de atitude assim que a sela é apresentada, murchando orelhas, estufando a barriga , tenta morder quem aperta a sela, entre outras peripécias mil, é hora de avaliar o equipamento, seus pontos de pressão sobre o cavalo e os possíveis efeitos que isso já causou!


Como saber se a sua sela é adequada para sua montaria?

Aqui estão apenas algumas das indicações de que sua sela pode estar incomodando seu cavalo:

  • Depressões na musculatura ao redor da cernelha e/ou ao longo da coluna
  • Desenvolvimento incorreto do pescoço (pescoço de “ovelha”)
  • Cauda pendurada, torta para um lado, “pinçada” ou girando e batendo sem parar
  • Falta de engajamento nos posteriores
  • Olhos arregalados, mostrando o "branco"
  • Sapateados e mordidas na hora de colocar a sela
  • Orelhas murchas durante o trabalho
  • Inchaço ao redor da cilha após o trabalho
  • Tropeçar sem motivo
  • Coices e malcriações
  • Resistência ao avanço e refugos
  • Pêlos brancos, bolhas ou calos na área da cernelha
Ops, passou de 10. A lista é impressionante. Obviamente, às vezes existem razões psicossomáticas absolutamente válidas por trás de alguns desses comportamentos, ou até doenças reais, mas eu gostaria de sugerir que antes de gastar com tratamentos caros, veterinários ou terapias físicas, invista em uma simples avaliação do ajuste de sua sela, pois existem veterinários com conhecimento sobre biomecânica e anatomia capazes de determinar se sua sela e sua montaria "encaixam-se"! Chamamos isso de Saddle fitting!

Então avaliaremos os "top 10" sinais de ajuste irregular de sela, mostrando quais os problemas que você pode e deve evitar.

Muitos destes problemas são causadas por um canal da sela muito estreito, que não acomoda-se adequadamente ao ângulo e a largura do ombro, pinçando a cernelha.

Contração da musculatura na borda frontal da escápula.

Isso geralmente é causado pela armação da sela, que pressiona a cernelha (músculo trapézio) fazendo com que o cavalo contraia conscientemente o músculo para evitar a dor.

Tropeços "sem motivo"

Novamente - se a inserção do trapézio é impactado por um canal muito estreito, a capacidade de o cavalo se movimentar livremente é comprometida e pode causar claudicação "sem razão aparente" ou causar tropeços dos anteriores.

As cernelha comprimida causam espasmos no cotovelo.

Este é um simples reflexo muscular e não é conscientemente controlado pelo cavalo. É uma reação à pressão da sela na cernelha. Aposto que já viram aquele cavalo que parece espantar uma mosca invisível sem parar.

Atrofia muscular (depressão visível) na área do lombo.

Isso pode ocorrer quando uma sela desequilibrada coloca muita pressão em uma área particular, e o cavalo tenta evitar essa pressão. Ele entra em "Modo defensivo", contraindo a musculatura podendo até alterar o andamento. Sob o ponto de pressão, onde a circulação é impactada (reduzindo assim os nutrientes e oxigênio para a área afetada), o músculo vai "subdesenvolvendo" ou atrofiando.

O reflexo ativado por sela muito longa é o Coice.

A área de apoio da sela fica entre a base da cernelha (geralmente onde a juba termina) e a 18ª vértebra torácica. Passado esta vértebra começam as lombares, aonde a sela não deve nunca apoiar-se. Ali que está o gatilho para os coices. Todos já vimos cavalos que reagem dessa maneira a uma sela que fica correndo para trás da área de suporte de sela, como uma simples tentativa de livrar- se do incômodo.

Perda de pêlos, bolhas, incapacidade de movimentar a pele ao redor do suporte da sela.

Estas questões desenvolvem-se frequentemente na área da cernelha. A perda de folículos resulta em pêlos brancos ao longo da coluna indica os pontos de pressão, bem como quando o cavalo é montado e os processos transversos da coluna se tocam devido à pressão( kissing spines). Se o canal da sela não está alinhado com a coluna, surgem os abcessos e/ou bolhas de fluídos devido às lesões de ligamentos. .

O bloqueio de energia para os meridianos pode causar problemas cardíacos, circulatórios e respiratórios.

A medicina oriental segue a teoria de que a energia vital flui ao longo dos meridianos; tanto humanos quanto equinos tem 12 meridianos que podem ser influenciados pela acupuntura. Quando a sela coloca pressão sobre os meridianos, o fluxo de energia é interrompido, causando vários sintomas circulatórios e respiratórios.

Atrofia na garupa - a pressão nos nervos espinhais causa perda de musculatura.

Conforme explicado por veterinários, a atrofia ocorrerá em casos crônicos! A pressão constante danificará primeiro os folículos capilares, depois aparecem os efeitos na musculatura pressionada e também na musculatura utilizada ou poupada como defesa da dor. A memória muscular ajudará na reconstrução de músculos atrofiados se estes foram devidamente treinados e estimulados.

Canal muito estreito impede a expansão do longuíssimo podendo bloquear terminações nervosas e causar sudorese irregular.

O canal precisa ter largura suficiente em toda a extensão da sela para acomodar os processos espinhais, ligamentos e terminações nervosas. A largura não pode ser uma decisão arbitrária; Devemos manter a conformação do cavalo em mente. A largura ideal é entre 6 cm e 10 cm; raramente será mais largo e nunca deve ser mais estreito.

o pinçamento da cernelha encurtará os passos. Cerca de 20% dos problemas de instabilidade surgem no aperto da cilha.

A Cilha deve ser mais estreita na porção onde toca atrás do cotovelo e deve ter entre 4 e 8 cm de largura aonde toca o esterno para a pressão ficar mais uniformemente distribuída ao longo do seu comprimento. Cilhas que são muito curtas ou muito estreitas podem realmente lesionar o músculo peitoral. Maior é sempre melhor, mas deve ser estreito nas extremidades e ter elasticidade em ambos os lados para permitir que o cavalo respire melhor.

Como posso saber se meu cavalo está sentindo dor por causa da sela?

Os sinais físicos do trauma em forma de sela são mais facilmente aparentes do que sinais psicológicos.

Sinais de que o seu cavalo está com dor incluem arremesso de cabeça, tropeços, problemas de língua, malcriações e resistência.

Pêlos brancos, pontos secos e atrofia muscular também são facilmente identificados visualmente.

Cada uma dessas manifestações tem como origem um problema em uma sela que não serve corretamente para o cavalo.

Questões da coluna vertebral, danos nos nervos ou lesões da cartilagem são todos resultados de selas mal ajustadas que podem levar meses ou anos para aparecer. Mas o cavalo vai demonstrar sua insatisfação diariamente, antecipando a dor da sela.

A maioria das pessoas ama seus cavalos e ficaria angustiada ao saber que selas estão causando esses problemas;

Os cavalos não se comportam conscientemente e realmente não querem nada mais do que ser amado pelo alfa (neste caso, seu cavaleiro ou amazona).

Cavalos valorizam esse vínculo entre eles e seus cavaleiros e não entendem porque esta relação é impactada pela sela - que causa dor.

Como um bom cavaleiro, você sabe intuitivamente quando algo está errado em seu relacionamento; você vê isso nos olhos do seu cavalo, você sente quando ele não está a vontade. Se ele está antecipando a dor, sabemos que sofre por muitos dias.

Aprendendo a Escutar

Se a sela colocar pressão nos pontos reflexos ao longo da coluna do seu cavalo, por causa de um canal muito estreito, ou porque torce durante o movimento devido a assimetria natural, o cavalo irá reflexivamente abaixar suas costas para escapar da pressão/dor.

O objetivo de fazer com que o cavalo engaje os posteriores é inatingível.

Estímulos e impulso para frente são perdidos como comportamento defensivo do cavalo fora de equilíbrio! Resultando em uma experiência frustrante para o cavalo e o cavaleiro.

O cavalo gostaria de responder aos comandos que o cavaleiro lhe dá, mas a pressão sobre seus pontos reflexos inibe sua capacidade de fazê-lo.

Pense no seu reflexo do joelho - mesmo se o médico lhe disser para abster-se de chutá-lo quando ele bate sua patela, você iria de qualquer maneira. Não existe nada que você pudesse conscientemente fazer sobre isso.

Então faz sentido que uma sela que constantemente coloca pressão no reflexo do cavalo é frustrante e, eventualmente, até prejudicial para o cavalo. Digamos você dá ao seu cavalo o sinal para seguir em frente e a pressão sobre o Nervo Craniano 11 não deixa ele cumprir.

A reação reflexiva real neste momento é deixar cair as costas, travar os ombros e girar a pélvis.

Apesar de suas melhores intenções, o cavalo instintivamente não vai - e mais importante, não pode - seguir em frente. Ele experimenta a batalha interior de querer obedecer a seu cavaleiro ou a seus instintos sendo fisica e psicologicamente doloroso para ele.

Como o cavaleiro pode achar que sua imobilidade é simplesmente teimosia, começa a usar esporas e chicote!

.
Assim, vamos ouvir um pouco mais do que nossos cavalos estão tentando nos dizer - eles não podem falar, mas seu comportamento fala muito! E se pode ser consertado por algo tão fácil como ajustar a sela - não seria uma vitória para todos os envolvidos? Garantir uma avaliação de um ergonomista (saddle fitter) que analise seu ajuste - ou alguém que pelo menos tenha um básico conhecimento da anatomia e biomecânica equina, e conheça as questões por trás de alguns dos problemas que você está enfrentando, poderá ajudá-lo a descobrir uma solução definitiva para você e seu cavalo.

Jochen Schleese

Cada vez mais os estudos mostram que os cavalos sofrem em silêncio todos os dias!

Tome um tempinho para conhecer mais sobre Saddlefitting, pode ser que uma nuvem negra saia da sua cabeça e seus problemas comecem a parecer ter solução!

Ah mas eu paguei muito caro nessa sela, não é possível que vá ter que trocar!

Sem maiores comentários a respeito, fica a pergunta...O que vale mais do que a saúde e bem estar do seu melhor amigo?

Por: Cavalo Atleta e Saddlefit 4 Life, JOCHEN SCHLEESE.

saiba mais em: https://saddlefit4life.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *