A Tosa dos Cavalos
setembro 8, 2016
Alimentação dos Cavalos
junho 19, 2017
Ver Tudo

Programas de treinamento para Cavalos

Com os Programas de Treinamento para Cavalos Atletas, podemos atingir vários objetivos diferentes, desde um aumento do ganho muscular e melhora na performance, até a mudanças no comportamento do animal e na logística para um melhor aproveitamento do tempo com o cavalo! Saia da rotina e comece a treinar!

Muitas vezes nos perguntamos, o que mais podemos fazer para incrementar a rotina de treinamento de nossos cavalos?

Antes de embarcar em qualquer programa de fitness, certifique-se que cada um dos seus cavalos está pronto para começar.

Ele está saudável? Ele está com as ferraduras em dia?

Não esqueça também de trocar ideias com o Médico Veterinário e/ou obter autorização se o seu cavalo está se recuperando de uma lesão, por exemplo!

O truque para manter seu cavalo feliz e saudável quando se trata de exercício é o mesmo que seria para você: condicionamento.

O condicionamento básico é necessário para a manutenção adequada da saúde mental e física de um cavalo.

Um cavalo devidamente condicionado tem menos chance de lesão.

Exercícios corretos e consistentes também mantêm a flexibilidade muscular e a lubrificação das articulações. Já um cavalo sobrecarregado, pode ficar fisicamente ou mentalmente abalado, o que pode levá-lo a desenvolver comportamentos negativos e lesões.


Iniciando o Treino

Qualquer programa de fitness eqüino vai começar devagar com a caminhada e talvez algum trote, em seguida, deve-se gradualmente aumentar a distância ou a velocidade, mas nunca ambos ao mesmo tempo.

Para aquecer ao passo, seu cavalo não deve caminhar lentamente e descontraído.

Faça com que ele esteja atento ao trabalho e certifique-se de que trabalhe a coluna enquanto marcha propositadamente para a frente.

Faça exercícios em cada andadura, que melhorem a flexibilidade e a força.

Por exemplo, pratique alongamento de passadas, transições de andadura e também mudanças de mão e círculos para ajudar a manter você e seu cavalo interessado, enquanto você também aumenta suas aptidões.

Faça cada treino contar. Mesmo o trabalho lento pode construir musculatura para o seu cavalo.

Acompanhe o que você está fazendo usando um relógio durante cada treino e mantenha um diário do trabalho para que você possa ser metódico e realizar suas próprias modificações.


Os tempos específicos que você gasta em cada andadura e suas progressões terão de ser personalizados para cada cavalo.

Por exemplo, aqui está um programa para um cavalo que estava se recuperando de um episódio muito leve de laminite.

O trabalho deveria ser feito principalmente em uma pista de areia macia, mas não muito profunda. Isso foi planejado para um programa de equitação de quatro a seis vezes por semana.

Semana 1: 30 minutos por passeio com 5 minutos de trote
Semana 2: 30 minutos por passeio com 10 minutos de trote
Semana 3: 40 minutos por passeio com 15 minutos de trote
Semana 4: 40 minutos por passeio com 20 minutos de trote e 5 minutos de galope
Semana 5: 40 minutos por passeio com 20 minutos de trote e 10 minutos de galope

Para muitos cavalos, este não seria o fim do programa, mas apenas o começo. No entanto, para alguns, isso seria muito agressivo, e eles precisariam ir ainda mais leve.

O programa de fitness estabelecido abaixo serve para um cavalo que foi mantido com pouco treino durante o inverno e cujo cavaleiro pretende competir regularmente durante o verão.

O cavalo deve ter um dia de folga por semana, com o tempo acabado no campo para esticar e relaxar.

Semana 1 - Cerca de 20 minutos de trabalho em pista todos os dias.
Semana 2 - Aumentar o trabalho em pista para 30-40 minutos por dia
Semana 3 - Aumentar o trabalho em pista para 60 minutos por dia, incluindo algumas colinas ao passo
Semana 4 - Aumente o tempo do treino para até 90 minutos por dia (pode estar em dois treinos separados), incluindo algum trabalho de trote em terreno diferente (não na pista)
Semana 5 - Comece a introduzir algumas alternativas de terreno dentro do próprio haras(20-30 mins max). O exercício pode ser aumentado para 2 horas diárias, incluindo algumas colinas ao trote (em piquetes por exemplo).
Semana 6 - Aumentar gradualmente o tempo gasto no treino em pista
Semana 7 - Aumente o período de tempo em galope, incluindo algumas colinas. Continue com o treino em pista e comece a introduzir saltos
Semana 8-9 - Continue com o trabalho atual e apresente um trabalho mais rápido (galope forte, galope controlado), tanto no treinamento contínuo quanto no treinamento de intervalos.

Leia mais em http://www.horseandhound.co.uk/features/formulating-a-fitness-plan-



Uma boa maneira de monitorar o nível de aptidão do seu cavalo é aprender a tomar seu pulso;

Então você pode fazer anotações de sua freqüência cardíaca antes e depois de seus exercícios.

Depois de trabalhar, a frequência cardíaca de um cavalo deve voltar ao normal dentro de 15 minutos.

Se seu pulso ainda é elevado após 45 minutos, então o treino era demais para ele, e você precisará diminuir a escala.

Dor no corpo, orelhas presas e outros sinais de dor ou resistência também podem apontar para um cavalo que está trabalhando muito duro.

Pesquisas mostram que é melhor não trabalhar um cavalo até o ponto de exaustão devido à vulnerabilidade dos tendões, ligamentos e músculos de apoio.

Fonte: Cavalo Atleta, EQUUS MAGAZINE APR 6, 2012 com comentários de Melinda Freckleton do DVM Serviço Veterinário de Haymarket.
O Condicionamento deve ser realizado gradualmente, ao longo de semanas, para permitir que o corpo do cavalo se ajuste às mudanças no nível de exercícios. Não há atalhos, pois aumento súbito no trabalho pode resultar em lesões musculares, que irão limitar e prejudicar seu desenvolvimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *